NovAmérica

Conversamos com o nosso Colaborador Bruno Fonseca, que teve a sua dissertação reconhecida como uma das dez melhores do Brasil, confira a entrevista.

Por Comunicação NovAmérica - 04 Jun 2019

Conversamos com o nosso Colaborador Bruno Fonseca, que teve a sua dissertação reconhecida como uma das dez melhores do Brasil, confira a entrevista.

Recentemente o nosso colaborador Bruno Fonseca, que atua na área de Operações Integradas (Engenharia de Dados), teve a sua dissertação do Programa de Pós-Graduação em Bioinformática da UTFPR - Cornélio Procópio reconhecida como uma das dez melhores do país e será apresentada no XXXII Concurso de Teses e Dissertações da Sociedade Brasileira de Computação (SBC), na categoria Dissertações de Mestrado, que acontecerá de 14 a 18 de julho, em Belém - PA. O nosso Coordenador de Comunicação, Marcelo Fongaro foi bater um papo com o Bruno, para conhecer um pouco da sua trajetória acadêmica, de onde surgiu a ideia da dissertação e muito mais.

Durante a entrevista, Bruno recebeu uma visita surpresa do Gerente da sua área, Graciano Balotta e da Analista de Desenvolvimento Humano, Elizabete Gava, que presentearam o colaborador com uma placa de reconhecimento pelo trabalho realizado.

Confira a entrevista:

Fala Bruno, tudo bem? Conta pra gente um pouco sobre a sua trajetória acadêmica?

Olá Marcelo, tudo bem, cara! Bom, o estudo sempre esteve presente em minha vida. Atualmente sou graduado em Administração, pela Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), e Análise e Desenvolvimento de Sistemas, pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), onde também conclui minha pós-graduação (mestrado) em Bioinformática.

Vamos falar um pouco do seu trabalho premiado, qual o tema?

Minha dissertação foi intitulada por "Modelagem, integração e análise exploratória de dados públicos de Mirtron". Mirtrons, o objeto da pesquisa, são elementos que possuem função de regulação celular nos organismos (basicamente controlam a produção de proteínas). Compreender a interação deste elemento nas células dos organismos, possibilita o entendimento de algumas doenças, metabolismo básico e mecanismos biológicos, além de possibilitar ainda aplicações biotecnológicas, médicas ou afins. A pesquisa desenvolveu um banco de dados que organizou e disponibilizou dados de mirtrons de 18 espécies de organismos. Além disso, foram aplicadas técnicas de mineração de dados para elucidação de características que possam, num futuro, criar uma ferramenta para identificar mirtrons. Com a pesquisa, a comunidade, principalmente os biólogos, terão a possibilidade de conduzir estudo mais direcionado para identificar o local em que estão nas moléculas, sua função, explorar aplicações para a sociedade, entre outras possibilidades.

E por que a escolha desse tema, de onde surgiu a ideia do tema defendido na sua tese?

Durante minha graduação na UTFPR, campus de Cornélio Procópio, conheci um professor que desenvolvia alguns trabalhos na área de Bioinformática. Ao pesquisar sobre o tema, percebi que nele eu poderia unir dois temas os quais gosto bastante, ciências biológicas e computação. O projeto surgiu de uma linha de pesquisa que meu professor orientador, Prof. Dr. Alexandre Paschoal (UTFPR), já vinha trabalhando. Com apoio de um co-orientador, prof. Dr. Douglas Domingues (UNESP-Rio Claro), bastou adequarmos alguns detalhes, e iniciamos o desenvolvimento do trabalho.

Bruno, sei que não foi fácil desenvolver esse trabalho, fala pra gente um pouco das dificuldades que encontrou durante a elaboração do trabalho?

Confesso que o trajeto não foi fácil. Até a conclusão do trabalho, foram 2.5 anos de muita dedicação. Foram horas e horas de muito estudo, aplicação e renúncia. Além do tema possuir parte pouco usual, para não biólogos, entender e aplicar alguns conceitos demandaram muita persistência e horas de leitura/prática. Manter o foco também não foi tarefa fácil, pois conciliar vida profissional, pessoal e acadêmica muitas vezes foi complicado. Acredito que o grande segredo para a conclusão do trabalho foi a determinação e a manutenção do foco, pois mesmo mediante a todas as adversidades e dificuldades que surgiram, acreditar que com esforço e dedicação tudo seria possível fez toda a diferença.

E com relação ao seu dia-a-dia na NovAmérica, existe alguma ligação com o trabalho apresentado?

Basicamente a dissertação trata da resolução de um problema biológico através de técnicas e conceitos computacionais e de estruturação e análise de dados. Na NovAmérica, na área de Engenharia de Dados, atuo com situações bem similares, conceitos computacionais e de estruturação e análise de dados, porém em busca de solução para problemas de origem agrícola/mecanização.

Sei que você é um cara que gosta muito de aprender e também de ensinar, mas fala pra gente a real importância do estudo na sua vida?

Acredito muito, e sou prova viva, no poder transformador que a educação tem na vida das pessoas. Graças a persistência, dedicação, e ao incentivo e compreensão de minha família, esposa e amigos, consegui vivenciar experiências e conhecer lugares e pessoas incríveis através do estudo. Recomendo a todos que se lancem nesta jornada, certamente os retornos serão incríveis. Sem falar que ainda, para os que gostam (assim como eu), ensinar é uma grande maneira de contribuir com nossa sociedade e muitas vezes oportunizar melhoria de vida de pessoas.

Além do seu trabalho você realiza mais alguma atividade, participa de grupos, realiza algum outro trabalho?

Marcelo, além do trabalho e da Universidade, faço outras atividades sim. Participo voluntariamente do grupo de mentores do FomentaVale e da diretoria de um time de futebol amador de minha cidade, além disso ministro aulas para um curso profissionalizante, e estou iniciando a vida de corredor de rua, com meta de correr uma maratona ano que vem.

Bruno, para finalizar, vai parar por aí ou ainda pretende continuar estudando?

Não pretendo parar os estudos não, acredito que o aprendizado é um processo contínuo, e devemos nos manter sempre na ativa, afinal conhecimento nunca é demais.

Valeu, Brunão, parabéns pelo trabalho!

*Conteúdo produzido pelo Colaborador Marcelo Fongaro
#GenteQueSeComunica
#SomosNovAmérica
CPF Inválido
Endereço não encontrado para o CEP